Parque da Cantareira Núcleo Pedra Grande Em Foco

DSC02210

São Paulo, a maior metrópole da América Latina, centro financeiro do Brasil, trânsito caótico, correria, poluição, barulho ensurdecedor… Sampa é realmente tudo isso, sem dúvida! Mas seria injusto reduzi-la a esses estereótipos, que retratam somente um lado dessa cidade maravilhosamente multifacetada. Aqui, na maior cidade do Brasil, também existem lugares lindíssimos onde podemos escapar de tudo isso, onde podemos nos embrenhar no meio da natureza, sentir cheiro de mato, ouvir o cantar dos pássaros e o ronco dos bugios… curtir a paz e quietude. Um desses lugares é o Parque da Cantareira!

 

O Parque Estadual da Serra da Cantareira é uma das maiores florestas urbanas do mundo, e um dos últimos redutos de preservação da Mata Atlântica. O nome Cantareira vem dos tempos dos tropeiros, que guardavam seus cântaros de água em prateleiras, que se chamavam cantareiras. Existem 4 núcleos que estão abertos ao público, todos belíssimos e absolutamente imperdíveis: Pedra Grande, EngordadorÁguas Claras e Cabuçu. O Núcleo da Pedra Grande foi o primeiro a ser aberto, em 1989,  e é, disparado, um dos meus parques favoritos de São Paulo!

 

O núcleo oferece aos visitantes trilhas para todos os gostos e níveis de condicionamento físico. Mas nem pense em ir lá sem fazer a trilha da Pedra Grande! É como ir a Roma e não ver o Papa! A trilha tem 9,6 km de extensão, sendo que metade dela é só de subida braba.  A trilha é bem sinalizada, e no caminho podemos ver bugios brincando nas árvores, pássaros diversos e a natureza exuberante! Belíssimas samambaias gigantes, flores,  araucárias, jacarandás, cabreúvas e centenas de outras árvores nativas te fazem esquecer, por uns instantes, que você está quase sem fôlego para continuar indo ladeira acima! Mas não desista, que a recompensa está por vir!Estava bem quente, e chegamos ao topo tropeçando na língua e suando em bicas. Ou, para entrar no espírito da coisa, suamos em cântaros! Mas como eu disse, a recompensa vale a pena: na Pedra Grande temos uma vista espetacular da cidade de São Paulo! Quando a vemos lá de cima, ela até parece menor, pacífica, tranquila… É maravilhoso sentar na enorme pedra e contemplar a cidade e a floresta da Cantareira. Maravilha! Perto da Pedra Grande (mais ou menos uns 1,5 km), está o Lago das Carpas – um lugar tranqüilo com mesas de piquenique, sanitário e playground. Para quem não quiser encarar a trilha da Pedra Grande, o núcleo tem outras trilhas mais curtas e com menor grau de dificuldade (Bica, Bugio e Figueiras, todas com menos de 2 km). Na entrada do parque há um anfiteatro, sanitários e playground.

 

Não se esqueça de levar água e um lanche, já que não existem lanchonetes ou bebedouros dentro do parque. Bicicletas e animais domésticos não são permitidos. Aliás, já pensou subir aquelas pirambeiras de bicicleta?  Haja pernas! O Núcleo Pedra Grande fica na Rua do Horto, 799, pertinho do Horto Florestal (outro belo parque de São Paulo). O parque está aberto aos sábados, domingos e feriados, das 8:00 as 17:00, e os ingressos custam R$ 6,00 para adultos. Atenção: o parque fica fechado nos dias de chuva, por isso, sempre se informe antes de sair de casa! Há um estacionamento gratuito no lado de fora do parque (mas não há muitas vagas). Para quem for utilizar o transporte público, pegue um ônibus para o Horto Florestal, que sai da Estação Parada Inglesa do metrô (linha azul), e suba a Rua do Horto a pé – já dá para fazer um aquecimento para as trilhas!

 

O Parque da Cantareira é um tesouro que precisa ser preservado, e merece ser visitado já! É um dos últimos pulmões verdes da cidade, e um dos lugares mais bonitos de São Paulo. O que você está esperando para conhecer?

A entrada do núcleo Pedra Grande, do Parque da Cantareira, o primeiro a ser aberto para o público.

A entrada do núcleo Pedra Grande, do Parque da Cantareira, o primeiro a ser aberto para o público, em 1989.

Na entrada do parque há um mapa entalhado na madeira.

Na entrada do parque há um mapa entalhado na madeira.

O mapa do parque e seus núcleos

O mapa do parque e seus núcleos – além do Pedra Grande, estão abertos para o público os belos núcleos Engordador, Águas Claras e Cabuçu.

O parque está aberto aos sábados, domingos e feriados, das 8:00 às 17:00, exceto nos dias de chuva.

O parque está aberto aos sábados, domingos e feriados, das 8:00 às 17:00, exceto nos dias de chuva.

Ao fundo, a administração do parque

Ao fundo, a administração do parque. Na entrada do parque se encontram também um anfiteatro, sanitários e bebedouros. .

Algumas recomendações aos visitantes

Algumas recomendações importantes aos visitantes

Algumas das trilhas do parque, que diversas extensões e graus de dificuldade. A Trilha do Bugio tem 500 m e tem grau de dificuldade baixo.

As trilhas do parque tem diversas extensões e graus de dificuldade. A Trilha do Bugio tem 500 m e tem grau de dificuldade baixo. A Trilha da Bica, com 1,5 km,  também é fácil, e leva a uma fonte d´água frequentada por pássaros e quatis.

A Trilha das Figueiras tem 1,2 km de extensão, com grau de dificuldade médio. O percurso varia do suave ao íngreme, e nele podemos avistar as majestosas figueiras que deram nome à trilha.

a A Trilha das Figueiras tem 1,2 km de extensão, com grau de dificuldade médio. O percurso varia do suave ao íngreme, e nele podemos avistar as majestosas figueiras que deram nome à trilha.

A trilha principal é a da Pedra Grande, com 9,6 km de extensão bem puxados! Mas vale a pena!

A trilha principal é a da Pedra Grande, com 9,6 km de extensão bem puxados! Mas vale a pena!

E vamos começar a subida!

E vamos começar a subida!

Vimos vários bugios andando nas árvores na nossa caminhada! Além dos bugios, existem mais de 200 espécies de animais no parque, inclusive onças!

Vimos vários bugios andando nas árvores na nossa caminhada! Além dos bugios, existem mais de 200 espécies de animais no parque, inclusive onças!

Na trilha podemos ver belas espécies da Mata Atlântica, como a araucária, o único pinheiro nativo de matas brasileiras.

Na trilha podemos avistar belas árvores, como a araucária, o único pinheiro nativo de matas brasileiras.

Que tronco interessante! O Parque da Cantareira é uma das últimas reservas de Mata Atlântica em São Paulo.

Que tronco interessante! O Parque da Cantareira é uma das últimas reservas de Mata Atlântica em São Paulo.

A trilha da Pedra Grande é  uma antiga estrada, que teve o seu asfalto preservado.

A trilha da Pedra Grande é uma antiga estrada, que teve o seu asfalto preservado.

Folhas de araucária. O parque da Cantareira abriga diversas espécies nativas como a embaúba, o pau-jacaré, a imbuia, a canela-preta e o jacarandá paulista, entre outros.

Folhas de araucária. O parque da Cantareira abriga diversas espécies nativas como a embaúba, o pau-jacaré, a imbuia, a canela-preta e o jacarandá paulista, entre outros.

O Parque da Cantareira é um espetáculo da natureza, com belas flores como essas!

O Parque da Cantareira é um espetáculo da natureza, com belas flores como essas!

A exuberância da bela Mata Atlântica! O parque da Cantareira abriga também inúmeros palmitos-juçara, ameaçados de extinção.

A exuberância da bela Mata Atlântica! O parque da Cantareira abriga também inúmeros palmitos-juçara, ameaçados de extinção.

A majestosa araucária

A majestosa araucária. Também conhecida como pinheiro-do-paraná ou pinheiro-brasileiro, ela pode atingir até 50 m de altura!

A riqueza de nossas matas! O parque oferece o serviço Circuito Integral de Educação Ambiental, direcionado para quem tem limitações físicas para percorrer as trilhas. Uma van percorre o Horto Florestal e o Núcleo Pedra Grande, mediante agendamento.

A riqueza de nossas matas! O parque oferece o serviço Circuito Integral de Educação Ambiental, direcionado para quem tem limitações físicas para percorrer as trilhas. Uma van percorre o Horto Florestal e o Núcleo Pedra Grande, mediante agendamento.

Subir a trilha é meio cansativo, mas há belezas de sobra no trajeto!

Subir a trilha é meio cansativo, mas há belezas de sobra no trajeto!

Um buraco de tatu. Será que ele sabe que foi escolhido para ser o mascote da copa?

Um buraco de tatu. Será que ele sabe que foi escolhido para ser o mascote da copa?

Adoro essas folhas de araucária!

Adoro essas folhas de araucária!

Concordo plenamente!

Concordo plenamente!

Descansando um pouco antes de continuar!

Descansando um pouco antes de continuar!

Para onde será que essa trilha vai?

Para onde será que essa trilha vai?

Algumas recomendações - nada de escrever nas árvores!

Algumas recomendações – nada de escrever nas árvores!

Os vários caminhos do parque. Muitos deles estão fechados para o público.

Os vários caminhos do parque. Muitos deles estão fechados para o público.

Mais belas flores!

Mais belas flores!

O Parque da Cantareira abriga inúmeras samambaiaçus, que também estão ameaçados de extinção.

Belas samambaias gigantes! O Parque da Cantareira abriga inúmeras samambaiaçus, que também estão ameaçadas de extinção.

As samambaiaçus só conseguem sobreviver em matas bem preservadas como o Parque da Cantareira.

As samambaiaçus só conseguem sobreviver em matas bem preservadas como o Parque da Cantareira.

Olha o quanto subimos! E ainda tem chão pela frente!

Olha o quanto subimos! E ainda tem chão pela frente!

À direita, a Pedra Grande. À esquerda, voltamos para a entrada do parque.

À direita, a Pedra Grande. À esquerda, voltamos para a entrada do parque.

Quase 5 km de subida depois, chegamos à Pedra Grande!

Quase 5 km de subida depois, chegamos à Pedra Grande!

A Pedra Grande é um grande afloramento rochoso de granito a 1.010 m de altitude.

A Pedra Grande é um grande afloramento rochoso de granito a 1.010 m de altitude.

No céu!

No céu!

A Pedra Grande, cercada pelas belas matas

A Pedra Grande, cercada pelas belas matas

Do alto da Pedra Grande, temos uma vista espetacular da cidade de São Paulo.

Do alto da Pedra Grande, temos uma vista espetacular da cidade de São Paulo.

Nos dias claros, é possível avistar trechos da Serra do Mar.

Nos dias claros, é possível avistar trechos da Serra do Mar.

Será que eu consigo ver a minha casa daqui???

Será que eu consigo ver a minha casa daqui??? A bela vista do mirante do parque.

A bela floresta da Serra da Cantareira

A bela floresta da Serra da Cantareira

Ao fundo, podemos ver o Pico do Jaraguá - apesar de fazer parte da Serra da Cantareira, o pico não faz parte do Parque da Cantareira.

Ao fundo, podemos ver o Pico do Jaraguá – apesar de fazer parte da Serra da Cantareira, o pico não faz parte do Parque da Cantareira.

Vamos abraçar nossa querida cidade!

Vamos abraçar nossa querida cidade!

Recuperando o fôlego depois da subida!

Recuperando o fôlego depois da subida!

Nada como uma boa sombra para nos refrescar!

Nada como uma boa sombra para nos refrescar!

Olha só quanto subimos! Ao lado da Pedra Grande podemos encontrar um pequeno museu.

Olha só quanto subimos! Ao lado da Pedra Grande podemos encontrar um pequeno museu, com animais empalhados, algumas rochas e uma maquete do parque.

Uma bica d´água, com água fresquinha!

Uma bica d´água, com água fresquinha!

Você sabe porque o parque se chama Cantareira?

Você sabe porque o parque se chama Cantareira?

Essa é a irmã caçula da Pedra Grande!

Essa é a irmã caçula da Pedra Grande!

E vamos que vamos! Agora vamos para o Lago das Carpas!

E vamos que vamos! Agora vamos para o Lago das Carpas!

O Lago das Carpas fica a aproximadamente 1,5 km da Pedra Grande, numa trilha cheia de aclives e declives.

O Lago das Carpas fica a aproximadamente 1,5 km da Pedra Grande, numa trilha cheia de aclives e declives.

O Núcleo Pedra Grande se liga ao Núcleo Águas Claras através da Trilha da Suçuarana.

O Núcleo Pedra Grande se liga ao Núcleo Águas Claras através da Trilha da Suçuarana.

Muitas samambaias, que encontramos em todo o Parque da Cantareira.

Muitas samambaias, que encontramos em todo o Parque da Cantareira.

Mais samambaiaçus!

Mais samambaiaçus! Elas são uma das espécies mais antigas do planeta, existindo desde o período jurássico.

A trilha para o Lago das Carpas tem trechos de terra batida e paralelepípedos.

A trilha para o Lago das Carpas tem trechos de terra batida e paralelepípedos.

Mais subida! Para quem já subiu 5 km, mais alguns não vão fazer diferença!

Mais subida! Para quem já subiu 5 km, mais alguns não vão fazer diferença!

Pedra é o que não falta por aqui!

Pedra é o que não falta por aqui!

As plantas parecem se infiltrar nas pedras - todos os elementos estão em perfeita comunhão!

As plantas parecem se infiltrar nas pedras – todos os elementos estão em perfeita comunhão!

O parque tem uma parte em São Paulo e outra em Mairiporã. O núcleo Cabuçu fica na cidade de Guarulhos.

O parque tem uma parte em São Paulo e outra em Mairiporã. O núcleo Cabuçu fica na cidade de Guarulhos.

Aqui é o final da trilha da Suçuarana, que começa no Núcleo Águas Claras. Rastros da suçuarana, ou onça parda, são frequentemente encontrados na região - mas não espere avistá-la, pois é um animal de hábitos noturnos.

Aqui é o final da trilha da Suçuarana, que começa no Núcleo Águas Claras. Rastros da suçuarana, ou onça parda, são frequentemente encontrados na região – mas não espere avistá-la, pois é um animal de hábitos noturnos.

No meio do caminho, encontramos um enorme coreto!

No meio do caminho, encontramos um enorme coreto!

E chegamos ao Lago das Carpas!

E chegamos ao Lago das Carpas!

O lago e sua vegetação

O lago e sua vegetação

O lago estava cheio de taboas - elas conseguem despoluir águas, absorvendo até metais mais pesados.

O lago estava cheio de taboas – elas conseguem despoluir águas, absorvendo até metais mais pesados.

Não vimos nenhuma carpa naquele dia. Será que elas ficaram com vergonha de aparecer no blog?

Não vimos nenhuma carpa naquele dia. Será que elas ficaram com vergonha de aparecer no blog?

O interessante ciclo da água

O interessante ciclo da água

Uma pausa para o lanchinho! Há uma área para piqueniques no Lago das Carpas, que é um espaço muito agradável!

Uma pausa para o lanchinho! Há uma área para piqueniques no Lago das Carpas, que é um espaço muito agradável!

Agora, vamos nos preparar para a descida!

Agora, vamos nos preparar para a descida!

Todo o caminho está adornado com belas flores!

Todo o caminho está adornado com belas flores!

E mais flores!

E mais flores!

Eu vou, eu vou, descer o morro eu vou!

Eu vou, eu vou, descer o morro eu vou!

Várias árvores nativas como essa cabreúva podem ser encontradas em todo o Parque da Cantareira.

Várias árvores nativas como essa cabreúva podem ser encontradas em todo o Parque da Cantareira.

Até as pedras são bonitas!

Até as pedras são bonitas!

Para descer, todo o santo ajuda!

Para descer, todo o santo ajuda!

Ainda dá para ver São Paulo daqui!

Ainda dá para ver São Paulo daqui!

E estamos chegando lá embaixo!

E estamos chegando lá embaixo!

E depois de mais de 10 km, voltamos para a entrada do parque. Ufa!!!

E depois de mais de 10 km, voltamos para o nosso ponto de partida. Ufa!!!

Cocos para o meu coquinho!

Cocos para refrescar o meu coquinho!

Acho que agora nós mais que merecemos um descanso!

Acho que agora nós mais que merecemos um descanso!

Gostaram? O Núcleo Pedra Grande é um tesouro de São Paulo, que merece ser conhecido e preservado! Até o nosso próximo passeio!

Gostaram? O Núcleo Pedra Grande é um tesouro de São Paulo, que merece ser conhecido e preservado! Até o nosso próximo passeio!

Veja a localização no mapa:

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

One comment to Parque da Cantareira Núcleo Pedra Grande Em Foco

  • Marisa  says:

    Ola Mina;
    Gostaria de saber se o espaço para piquenique é legal. Em qual dos núcleos é mais interessante fazer piquenique?
    E também se é possível subir de carro até a pedra grande,ou pelo menos parte do caminho.

    Obrigada. Parabéns pelo blog

Deixe um comentário Cancel reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Protected by WP Anti Spam